FANDOM


Íconedeera-AC4Íconedeera-Bandeira NegraÍconedeera-ACPÍconedeera-Templários

Woodes Rogers
Woodes Rogers full
Informações biológicas
Nasceu em

1679
Poole, Inglaterra.

Morreu em

15 de Julho de 1732
Nassau, Bahamas.

Informações políticas
Afiliações

Império Britânico
Templários (1715 - 1723))

Informações do mundo real
Aparece em

Assassin's Creed IV: Black Flag
Romance de Black Flag
Assassin's Creed: Pirates

Dublador

Shaun Dingwall (Inglês)

Senhor Walpole, Eu Presumo 9

Rogers e os outros Templários sendo iniciados na Ordem por Torres.

Woodes Rogers (1679 - 1732) foi um corsário britânico, o primeiro governador real das Bahamas e um membro secreto do Rito Caribenho da Ordem dos Templários. Ele foi eventualmente expulso da Ordem por continuar a comercializar escravos mesmo depois dos avisos e ideais da Ordem serem mostrados.

BiografiaEditar

Carreira militarEditar

Rogers juntou-se a Marinha Real quando estava com vinte e poucos anos e tornou-se um capitão. Ele também herdou a companhia de comércio de seu pai e ganhou uma fortuna. Ele casou-se com uma mulher e teve um filho e duas filhas.

Entre tanto, ele perdeu uma grande quantidade de seu dinheiro para os franceses, forçando ele a navegar para as Américas e tornar-se um corsário. Em 1709, ele resgatou um marinheiro fugido que e iria vir a inspirar o livro Robinson Crusoe.

Foi durante seu tempo como corsário que Rogers e seu navio entraram em um conflito com vários navios da Marinha Espanhola, em uma feroz batalha que durou vários dias. Durante a chacina, um soldado Espanhol disparou uma pistola na bochecha de Rogers, deixando uma terrível ferida. Mesmo tendo uma bala presa na sua bochecha, Rogers lutou até fim, eventualmente conseguindo vencer os espanhóis.

A ferida de Rogers nunca regenerou-se completamente, mesmo quando ele removeu a bala de sua bochecha, deixando uma terrível cicatriz permanente. Ele também começou a escrever suas memórias o que fez muito sucesso e lhe fez ganhar sua riqueza de volta. Entre tanto, ele ficou infeliz e triste com o falecimento de seu filho e várias brigas com sua esposa.

Em 1713 e 1714, Rogers foi até Madagascar para lidar com os piratas da área, usando uma técnica que iria se provar muito útil em acontecimentos futuros. Ele dava duas opções aos piratas, retornar a Inglaterra sem dinheiro mas absolvido de todos os crimes, ou morrer pela forca. Esse método dizimou os piratas da área, com Rogers partindo para o Caribe agora.

Juntando-se aos TempláriosEditar

Em Julho de 1715, Rogers e o capitão francês Julien du Casse descobriram da existência da Ordem dos Templários. Ele e du Casse foram convidados a juntar-se aos Templários pelo Grão-Mestre da Ordem, o governador de Havana, Laureano de Torres y Ayala. Eles também foram ensinados da existência da Irmandade dos Assassinos, inimigos mortais dos Templários. Torres, Rogers e du Casse esperavam o vira-casaca Assassino Duncan Walpole para que eles recebessem o mapa das sucursais dos Assassinos e um cubo de sangue do Sábio. Eles não sabiam que Walpole tinha sido assassinado pelo pirata Edward Kenway, que roubou a identidade do traidor para receber a recompensa de Walpole para si mesmo.

Quando encontrou Edward pela primeira vez, Rogers fez uma piada, dizendo que a esposa dele tinha descrito "Duncan" como um homem "extremamente bonito", antes de dizer que era obviamente uma piada para lhe enciumar. Ele então o introduziu a du Casse, e eles então praticaram uma competição de tiro ao alvo enquanto Torres se preparava para se encontrar com eles. "Duncan", Rogers, du Casse e Torres então discutiram os planos para encontrar e usar O Observatório, um templo da Primeira Civilização que poderia ser usado para ver através dos olhos de qualquer humano do mundo. Após eles decidirem o plano, Torres enviou os três para coletar o Sábio Bartholomew Roberts nas docas da cidade, um home que sabia da localização do Observatório.

Quando chegou nas docas, ele viu "Duncan" sendo chamado de Edward pelo comerciante Stede Bonnet, suspeitando de "Duncan". Depois, ele e os outros Templários interrogaram Roberts, mas foram emboscados por uma horda de Assassinos. Rogers e os outros conseguiram matar os Assassinos e proteger o Sábio, e Rogers então posteriormente foi para a Inglaterra, com as intenções de retornar como um governador. Enquanto Rogers estava longe, du Casse e Torres descobriram da verdadeira identidade de "Duncan" e mandaram-lhe para um navio Espanhol, e Roberts conseguiu escapar da prisão dos Templários, assassinando du Casse posteriormente.

Lidando com os PiratasEditar

We Demand A Parlay 2

Rogers e os Britânicos chegando em Nassau.

Em 1718, Rogers retornou ao Caribe, tendo sendo eleito governador das Bahamas na Inglaterra para aplicar o domínio inglês na republica pirata de Nassau. Chegando em Nassau com uma frota de grandes galeões de guerra com a ajuda do Comodoro Peter Chamberlaine. Ele ofereceu o perdão real a toda a republica, particularmente aos notórios piratas Benjamin Hornigold, Edward Thatch, Charles Vane e Jack Rackham. Ele ordenou um bloqueio a ilha de Nassau até que todos os piratas aceitassem o perdão.

Hornigold e seus dois homens John Cockram e Josiah Burgess aceitaram o perdão, enquanto Vane e Rackham juraram não aceitar. Thatch já tinha aceitado um perdão para o governador da Carolina do Norte, enquanto Edward Kenway não aceitou o perdão pois Rogers provavelmente o teria matado.

Edward, Vane e Rackham então planejaram uma revolta contra os britânicos para fugir da cidade, roubando diversos barris grandes de pólvora. Contra as ordens de Rogers, Chamberlaine decidiu afundar todos os navios piratas por precaução. Decidindo matar dois coelhos com uma cajadada, Vane mandou Edward assassinar Chamberlaine, enfraquecendo a presença militar e acabando com o plano de Chamberlaine. Eles então mandaram um navio com duzias de barris de pólvora para o bloqueio, explodindo todos os galeões britânicos e permitindo que vários dos navios piratas escapassem.

Mesmo com a fuga de Vane, Kenway, Rackham e outros piratas, Rogers ainda conseguiu grande parte do que queria. Centenas de piratas aceitaram o perdão real e abandonaram a pirataria, traindo seus compatriotas e tornando-se caçadores de piratas, como foi o caso de Hornigold, Cockram e Burgess. Hornigold e seus dois capangas foram introduzidos a Ordem dos Templários por Rogers, e aceitos por Torres.

Busca pelo ObservatórioEditar

Imagine Minha Surpresa 3

Torres, Hornigold e Rogers se encontrando em Kingston.

Em 1719 em Kingston na Jamaica, Rogers se encontrou com Hornigold para continuar a busca por Roberts e pelo Observatório. Ele explicou como o Observatório funcionava, que se o sangue de alguém fosse usado nele, seria possível bisbilhotar na vida desta pessoa.

Os dois Templários então se encontraram com Torres, e explicaram que Roberts e outros piratas estavam comandando um brigue chamado O Princesa, que estava atracado na ilha da Africa chamada Príncipe, governada por Portugal. Hornigold então enviou Cockram e Burgess para Príncipe, mas ambos foram mortos por Kenway, que então aliou-se com Roberts.

Em 1719, Rogers foi enviado por Torres de volta para a Inglaterra, para coletar amostras de sangue de políticos do Parlamento para usar no Observatório. Enquanto isso, Kenway e Roberts haviam trabalhado juntos para achar o Observatório, matando Hornigold no processo.

To Suffer Without Dying 11

Rogers e Torres interrogando Edward.

Em 1721, Torres e Rogers foram para uma prisão na Jamaica para interrogar Edward Kenway, que havia sido preso pelas forças britânicas após ser traído por Roberts logo após entrar no Observatório. Durante a interrogação, Rogers fez ameaças escondidas e pequenas para a esposa brigada de Edward, Caroline Scott. Eles ofereceram liberdade a Edward em troca de respostas, mas os Assassinos resgataram Edward antes que os Templários pudessem adquirir a informação necessária.

Queda e MorteEditar

O mandato de Rogers como governador acabou naquele mesmo ano, e ele organizou uma festa em Kingston para celebrar o fim de seu mandato, ao mesmo tempo com muita raiva de seu Rei por ter finalizado o mandato dele.

Após perder todos seus amigos e amados, Edward finalmente ficou sábio e juntou-se aos Assassinos, esquecendo sua extrema cobiça e dedicando sua vida ao Credo. Ele foi enviado pelo Mentor Ah Tabai para assassinar Rogers na festa de despedida dele em Kingston.

Na festa, Edward assassinou um associado de Rogers, um diplomata Italiano Ruggiero Ferraro que estava na lista dos Assassinos há muito tempo. Ele então se disfarçou como Ferraro e se infiltrou na festa, sentando em um banco para esperar por Rogers.

Não Mais Um Governador 5

Edward e Rogers após o governador ser esfaqueado.

Rogers então passou por Edward, e foi rapidamente esfaqueado pela Lâmina Oculta de Edward. Deitado com ferimentos graves no chão, Edward criticou Rogers por não ter respeitado a liberdade dos piratas e corsários, sendo que ele já foi um antes. Rogers respondeu dizendo que ele nunca iria entender os motivos dele, e que ele estava destruindo tudo que ele sacrificou tanto para fazer.

Edward disse a Rogers que os Templários iriam usar o Observatório para chantagear, espionar, sabotar e matar para beneficiar a si mesmos. Rogers disse que eles iriam fazer tudo isso sim, mas não por si mesmos, e sim pelo mundo. Edward respondeu que nenhum homem no mundo precisa desse poder, antes de perguntar onde Roberts está para recuperar a caveira de cristal que faz o Observatório funcionar, antes que Roberts faça algo terrível.

Rindo pelo fato de que Edward iria indiretamente ajudar os Templários matando Roberts, ele disse que Roberts estava na costa de Príncipe, e Edward então rapidamente fugiu da festa, deixando o corpo sangrante de Rogers para trás. Rogers sobreviveu o atentado em sua vida, retornando a Inglaterra.

Embora tenha sobrevivido, Rogers estava agora na desgraça. Os ferimentos deixados pela lâmina de Edward o deixaram fraco, ele agora estava com altas dívidas com muitas pessoas e os Templários expulsaram ele por causa do fato de Rogers continuar comercializando escravos. Ele foi preso por causa de suas dívidas, e embora tenha sido solto e eleito de novo como governador das Bahamas, ele finalmente morreu em 1732, enquanto tentava reconstruir sua reputação.

ReferênciaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória