FANDOM


Íconedeera-Brotherhood

Tiro ao Alvo foi uma representação virtual de uma das memórias genéticas de Ezio Auditore da Firenze, revivida por Desmond Miles em 2012 através do Animus.

DescriçãoEditar

Ezio Auditore fez seu caminho para o topo das muralhas de Monteriggioni, onde os canhões estavam situados. Uma vez lá, ele encontrou uma dupla de mercenários e perguntou se ele poderia tentar disparar um canhão.

Editar

Ezio reuniu-se com uma dupla de mercenários em cima das muralhas da cidade.

  • Ezio: Então, estes são os novos canhões?
  • Mercenário 1: Sim, Signor (Sr.) Ezio.
  • Ezio: Posso experimentar um?
  • Mercenário 1: Sim, mas...
  • Mercenário 2: Vá. Diz-lhe.
  • Mercenário 1: Não conseguimos pô-los a trabalhar correctamente e não conseguimos encontrar o idiota que os montou em lado nenhum.
  • Ezio: Então, cabe-me a mim encontrá-lo.
  • Mercenário 1: Não queremos fazê-lo perder tempo.
  • Ezio: Não há problema. Agora, tenho todo o tempo do mundo.
Tiro ao Alvo 2 v

Ezio acordando o engenheiro

Ezio caminhou ao redor das muralhas de Monteriggioni, procurando o engenheiro, e encontrou-o dormindo na passagem dentro de uma torre de vigia.

  • Ezio: Salve, Messere (Olá, Senhor). Precisamos que arranjes os canhões nas ameias.
  • Engenheiro: Deixem-me em paz. Não faço reparações antes do meio-dia.
  • Ezio: Sabes que horas são?
  • Engenheiro: Faço canhões, não relógios.
  • Ezio: Se estás ocupado, alguém os vai arranjar.
  • Engenheiro: Uno momento (Um momento). Mais ninguém toca nos meus canhões.

O engenheiro levantou-se e começou a caminhar de volta aos canhões com Ezio.

  • Engenheiro: Os soldados não têm respeito pela artilharia. Esperam que uma arma funcione por magia. É preciso senti-la, dar-lhe algum incentivo. De momento, temos apenas canhões simples, mas recebi um desenho da Francia (França), um canhão manual, a que chamam de Assassino de Ferro Forjado. Imagina, disparar um canhão... das tuas próprias mãos. Isso é o futuro.

Eles chegaram de volta aos canhões.

  • Engenheiro: O que fizeram?
  • Mercenário 1: Usámo-los.

O engenheiro pegou o mercenário por suas roupas.

Tiro ao Alvo 3 v

O engenheiro gritando com o mercenário

  • Engenheiro: Não estavam prontos para serem disparados! Podiam ter-nos morto. Deixa-me ver.
  • Mercenário 2: O hálito dele é mais mortal que os nossos canhões.
  • Engenheiro: Só quando vocês os dois, idiotas, estão a dispará-los. Vá. Experimentem.

Quando Ezio acertou os cinco manequins alvo, o Engenheiro falou com ele.

  • Engenheiro: Perfetto (Perfeito). Pelo menos alguém aqui sabe disparar. Agora passando ao outro.
  • Ezio: Tenho de ir.
  • Mercenário 1: Obrigado pela sua ajuda. Se ouvir os canhões amanhã, não se preocupe. Estaremos a praticar ao amanhecer.
  • Engenheiro: Que pena que não vos sirva de nada.
  • Mercenário 2: Muito engraçado. Agora, conserta o segundo canhão.

ResultadoEditar

Os canhões nas ameias foram consertados e Ezio estava livre para vaguear em torno de Monteriggioni.

CuriosidadesEditar

  • Se Ezio perdesse um alvo, o engenheiro diria "O mecanismo de mira está bom, o problema tem de ser atrás do canhão." ou "Outra vez!" se Ezio continuasse a perder.

GaleriaEditar

ReferênciaEditar