FANDOM


Íconedeera-BrotherhoodÍconedeera-Mundoreal

O Desaparecimento de Da Vinci é uma adição de conteúdo baixável para Assassin's Creed: Brotherhood, empacotado ao lado do Animus Project Update 3.0. Foi lançado em 8 de Março de 2011 para Xbox 360 (800 Microsoft Points), e 9 de Março de 2011 para PlayStation 3 (£7.99 ou $9.99). Acompanhando isso, foi incluído gratuitamente na versão para PC do jogo, devido ao atraso da data de lançamento da plataforma.

As memórias de O Desaparecimento de Da Vinci só podem ser iniciadas após concluir "Agente Duplo", embora para completar toda a sequência, "Negociação de Alto Risco" também precise ser concluída.

EnredoEditar

Em 1506, após a queda dos Bórgia em Roma, Leonardo da Vinci foi sequestrado pelos Hermetistas, um culto subterrâneo dedicado a "transformar a humanidade".

A fim de encontrar o inventor e amigo, Ezio Auditore da Firenze embarcou em uma busca incessante para recuperar pinturas roubadas de Leonardo, que aparentemente tinha descoberto a entrada para um templo escondido que os Hermetistas desejaram.

Locais que Ezio viajou incluem o Castelo de Belriguardo, onde ele encontrou Lucrécia Bórgia, e o Templo de Pitágoras.

ConteúdoEditar

O DLC continha oito memórias, dois locais, o jogo de dados Hazard em La Volpe Addormentata, e dez conquistas. Ele também continha ao lado o Animus Project Update 3.0, que era composta por dois modos de treinamento Animi (Escolta e Assassinato), a local simulado (Alhambra), e quatro Avatares dos Animi (a Dama Rossa, o Cavaleiro, o Marquês, e o Pária).

Adicionalmente, as versões de console também incluíram os Avatares Animi, o Arlequim e o Oficial, a roupa Armadura Helmschmied Drachen, e dois Covis Templários; todos eles vieram com a Limited Codex Edition de Brotherhood.

MemóriasEditar

Covis TempláriosEditar

ReferênciaEditar