FANDOM


Íconedeera-AC4.pngÍconedeera-Memories.png

Peter Chamberlaine
AC4 Render de Chamberlaine.png
Informações biológicas
Nasceu em

Década de 1660

Morreu em

1718

Informações políticas
Afiliações

Marinha Real

Informações do mundo real
Aparece em

Assassin's Creed IV: Black Flag

Dublador

Sean Pertwee (inglês)

Peter Chamberlaine (década de 1660 - 1718) foi um comodoro britânico no Caribe e um aliado de Woodes Rogers.

BiografiaEditar

Bloqueio de NassauEditar

Durante a Era de Ouro da Pirataria no Caribe, Chamberlaine foi enviado pelo Rei Jorge I para combater a pirataria no Caribe, cuja republica pirata se localizava na ilha de Nassau. Ele ficou sob o comando de Woodes Rogers, governador das Bahamas e membro secreto da Ordem dos Templários. Rogers ofereceu o perdão real aos piratas ao longo das Bahamas, e poucos aceitaram, com Chamberlaine dizendo a Rogers que era mais seguro enforcar os piratas do que dar a eles uma nova chance na vida.

No ano de 1718, Chamberlaine e Rogers bloquearam Nassau com vários galeões e navios de guerra. Rogers, Chamberlaine e algumas duzias de soldados atracaram na ilha e Rogers disse que veio em paz. Ele então ofereceu o perdão real aos "governadores" da ilha, Benjamin Hornigold, Edward Thatch e Charles Vane, assim como outros notórios piratas como Jack Rackham, Mary Read, John Cockram e Josiah Burgess.

Rogers e Chamberlaine então caminharam com ditos piratas até o forte de Nassau onde eles discutiram sobre esse perdão. Enquanto Rogers foi mais político e esperto para tentar convencer os piratas, Chamberlaine já os ameaçou de morte se eles não aceitassem.

Hornigold, Cockram e Burgess decidiram aceitar o perdão, enquanto outros como Vane e Rackham foram mais teimosos e juraram nunca aceitar. Hornigold e seus capangas então se encontraram com Rogers, mas Chamberlaine estava suspeitando que uma revolta pirata era iminente. Sem consultar Rogers, ele ordenou que seus homens fossem até seu galeão pessoal e se preparassem para afundar todos os navios.

MorteEditar

Entre tanto, Edward Kenway e Charles Vane haviam escutado um cúmplice de Chamberlaine falando sobre o ataque aos navios. Eles então decidiram matar Chamberlaine antes que ele pudesse dar a ordem para afundar os navios.

Edward então seguiu o capitão até o galeão de Chamberlaine, onde ele conseguiu se infiltrar e assassinar o comodoro com suas lâminas ocultas. Em seus últimos momentos, Chamberlaine disse a Kenway que o governador Rogers era um idiota, e que se não fosse por ele ele teria enforcado todos os piratas já, dizendo que os piratas são o tipo de gente que se alimenta do trabalho alheio.

Escutando isso, Edward então disse que o Rei Jorge não era nada diferente dos piratas. Chamberlaine ficou com raiva disso, e rapidamente disse para Edward que ele devia saber de seu lugar na sociedade antes de sucumbir a suas feridas.

ReferênciaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória