FANDOM


Íconedeera-AC4Íconedeera-ACPÍconedeera-Bandeira Negra

Nassau
AC4 Nassau
Informações políticas
Estado soberano

Índias Ocidentais Britânicas (1648 - 1715)
República Pirata (c. 1715 - 1718)
Comunidade de Nações Britânicas (atualidade)

Corpo governante

Império Britânico
Piratas

Outras facções

Assassinos
Templários

Informações históricas
Fundado por

William Sayle

Data de fundação

1648

Informações adicionais
Marcos notáveis

Forte de Nassau
Taverna Velho Avery
Escadaria da Rainha

Alvos de assassinato

Peter Chamberlaine
Vance Travers
Jing Lang

"Uma confederação de beberrões e cretinos, mas homens livres!"
Charles Vane sobre a República Pirata, 1717.[src]

Nassau é a capital e a maior cidade das Bahamas, situada na Ilha de Nova Providência e servindo como um dos maiores centros comerciais e turísticos da área.

Durante a Época Dourada da Pirataria, Nassau foi o refúgio e lar de muitos piratas notórios, e por alguns anos serviu como uma ilha independente governada pelos mesmos. Nessa época, também servia como uma das quatro maiores cidades da região, junto com Havana, Kingston e Porto Príncipe.

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

A Ilha de Nova Providência começou a ser explorada e habitada em cerca de 1648 por Puritanos ingleses que haviam fugido de sua terra-natal e ilhas próximas por causa da perseguição religiosa. Originalmente outra Charles-Towne, a cidade foi renomeada como Nassau em 1695, em homenagem ao Rei William III da Casa de Orange-Nassau.

República PirataEditar

Em 1715, no início da Época Dourada da Pirataria, Nassau e as ilhas próximas foram infestadas por piratas, que buscavam abrigo das autoridades e um refúgio para descansar e aportar. Nassau tornou-se o centro de uma República Pirata democrática e independente da Europa.

Liderada e estabelecida pelos notórios Edward "Barba Negra" Thatch, Benjamin Hornigold, James Kidd e Charles Vane, Nassau tornou-se o centro da pirataria no Caribe e cresceu em tamanho e economia, tornando-se uma cidade relativamente grande mas menor que Kingston e Havana. Muitos piratas notórios como Edward Kenway, Alonzo Batilla, John Cockram, Josiah Burgess, Christopher Condent, Stede Bonnet, Jack Rackham e La Buse e suas tripulações visitavam Nassau frequentemente.

Os Assassinos também possuíam certa influência em Nassau, através de Kidd e da sucursal que mantinham dentro da cidade, liderada pelo contrabandista Upton Travers. Em cerca de 1716, Edward Kenway matou Jing Lang e o irmão traiçoeiro de Upton, Vance Travers, que eram Templários.

No entanto, a ausência de apoio exterior, incompetência dos piratas e assédio de britânicos e espanhóis, Nassau ficou pobre e em falta de suprimentos. Isto forçou muitos piratas à saquear carregamentos reais de rum, remédios, comida e materiais, para reforçar as estruturas de Nassau e impedir a fome e praga que infestavam a cidade. Alguns piratas como Hornigold, Cockram, Condent e Burgess perderam a esperança em Nassau, mesmo com as tentativas de adquirir remédios e suprimentos.

Bloqueio britânicoEditar

Em 1718, o Templário e governador britânico das Bahamas, Woodes Rogers, decidiu por um fim à ameaça pirata que assolava a região. Com uma frota da Marinha Real comandada por Peter Chamberlaine, Rogers cercou Nassau e desembarcou com sucesso na ilha. Ao contatar os piratas, ele exigiu negociações pacíficas e ofereceu um perdão à pirataria, em troca dos saques ou serviços dos criminosos.

Muitos piratas, entre eles Hornigold, Cockram e Burgess, aceitaram o perdão. Enquanto isso, outros como Kenway, Vane, Rackham e Batilla não aceitaram a situação e tramaram contra a coroa. Chamberlaine foi morto e eles usaram um navio explosivo para abrir uma brecha entre o bloqueio, fugindo com sucesso da ilha. Enquanto uma grande porção de piratas reformadas tornaram-se mercenários reais ou apenas trabalhadores, a outra parte que recusou-se foi, na maioria, enforcada pelas autoridades.

Com isso, a República Pirata foi efetivamente dissolvida, e Nassau entrou em controle britânico.

MarcosEditar

ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.