FANDOM


Íconedeera-Revelations.png

Predefinição:Spoiler a frente
Manuel Paleólogo
Tem uma imagem deste personagem?
Então, por favor, envie-a!
Informações biológicas
Informações políticas
Informações do mundo real

Manuel Paleólogo(c. 1454-1512) foi um herdeiro do trono bizantino, no momento do colapso dos bizantinos. Após a queda do império, ele abriu mão do seu direito ao trono em troca de uma vida confortável como um cidadão Otomano.

BiografiaEditar

Manuel nasceu em 1454, dois anos após a Queda de Constantinopla, como herdeiro do trono bizantino. Ele morava com sua família em Moreia, mas eles fugiram em 1460 para Corfu. A família mais tarde, viajou para Roma, onde seu pai, Thomas Paleólogo, foi reconhecido como o Imperador Bizantino.

Mais tarde Manuel junto de seu irmão desenvolveu uma amizade com o Grande Mestre Templário, Rodrigo Borgia, na esperança de restaurar o controle bizantino de Constantinopla. No entanto, isso não deu em nada quando Rodrigo perdeu o interesse em qualquer tipo de conflito contra os otomanos.

Já no seu retorno a Constantinopla com a cidade sob o governo do Sultão Bayezid II, Manuel fez um acordo com ele, onde recebeu uma pensão em troca de seus direitos ao trono bizantino. Nessa época ele teve dois filhos, Loannes e Andreas, e vivia uma vida de luxo através da pensão recebida dos otomanos.


Em 1511, os membros sobreviventes do Império Bizantino, (que foram secretamente Cavaleiros Templários), com o objetivo de remover os otomanos do poder e ressuscitar o seu império tentavam dominar pequenas regiões, liderados por Paleólogo partiram em uma expedição até a Síria onde tomaram o controle de Masyaf e descobriram a existência dos selos e da biblioteca secreta no qual a chamavam de “Grande Templo”. Porém mesmo assim ainda não estava claro para os assassinos a ligação entre Manuel, os bizantinos e os templários.

Ainda no ano de 1511 o Grão-Mestre da Ordem dos AssassinosEzio Auditore da Firenze, descobriu a ligação entre as facções Templários/Bizantinos e que Manuel estava formando um exército em Capadócia e ainda estava negociando armas com o capitão dos Janízaros Otomanos. Em Capadócia Ezio também descobre que Manuel junto a seu tenente Shahkulu,estão iniciando o treino dos soldados com as novas armas. Após a destruição da armas, Manuel tenta fugir pelas docas da cidade, porem não consegue e luta contra Ezio, que eventualmente acaba matando Manuel; Recuperando assim a quinta chave de Masyaf

Ultimas PalavrasEditar

Em suas palavras finais, Manuel expressa seu desejo de ter sido imperador bizantino.

  • Manuel: Eu deveria ter sido o sucessor de Constantino. Eu tinha tantos planos.
  • Ezio: Seu sonho morre com você, Manuel. Seu império se foi.
  • Manuel: Ah, mas eu não sou o único com esta visão, Assassino. O sonho de nossa Ordem é universal. Otomano, Bizantino... Estes são apenas rótulos. Costumes e fachadas. Abaixo destes adornos, todos os Templários são parte da mesma família.
  • Ezio: Chega. Eu estou aqui pela chave de Masyaf.
  • Manuel: Então pegue. Pegue-a e busque a sua fortuna. Veja se você alcança dentro de cem léguas dessa biblioteca antes de um de nós te matarmos.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória