FANDOM


Íconedeera-RogueÍconedeera-Assassinos

Logopequenodawikipédia
PL ConnoisseurHQ Onde estão as pinturas?

Este artigo está precisando de mais imagens e/ou fotos de melhor qualidade, a fim de alcançar um status mais elevado. Você pode ajudar a Assassin's Creed Wiki enviando imagens melhores nesta página.

"É Capitão Louis-Joseph Gaultier. Chevalier de La Veréndrye. E estás sonhando se acreditas que treinamento te faria um verdadeiro Assassino, sabes o que isso quer dizer? Quer dizer ser responsável por uma tradição antiga e orgulhosa, quer dizer obedecer teu mentor sem questionar. Como achas que garantiremos liberdade para a raça humana?"
―Chevalier discutindo com Shay Cormac, 1752.[src]
Louis-Joseph Gaultier, Chevalier de la Vérendrye
ACRG Chevalier
Informações biológicas
Nasceu em

9 de novembro de 1717
Île aux Vaches, Canadá, Nova França

Morreu em

1760 (aos 42 anos)
Perto de Fogo, Canadá, Nova França

Informações políticas
Afiliações

Assassinos (1746 – morte)
Exército Francês
Tripulação do Gerfaut

Informações do mundo real
Aparece em

Assassin's Creed: Rogue

Dublador

Marcel Jeannin

Louis-Joseph Gaultier, Chevalier de la Vérendrye (1717 – 1760) foi um franco-canadense de educação nobre e um membro da Ordem dos Assassinos, operando na América do Norte durante a Guerra dos Sete Anos. Ele foi o capitão do Gerfaut, um navio Man O' War.

Biografia Editar

Louis-Joseph nasceu em 1717 em uma família de exploradores em Île aux Vaches no Lago Saint Pierre. Em 1735, ele foi para Fort Saint Charles em Lake of the Woods em sua primeira expedição com o seu pai.

No ano seguinte, Louis-Joseph re-estabelecia-se no Fort Maurepas e seu pai o deu o título de "Chevalier". Chevalier passaria os próximos quatro anos explorando Dakota do Norte e Manitoba.

Em 1744, Chevalier tornou-se o comandante de um posto de fronteira para o governo francês. Em torno deste tempo, ele conheceu Achilles Davenport e Liam O'Brien , ajudando-os a completar uma missão de assassinos. Em 1746, Aquiles pediu Chevalier para se juntar à Ordem dos Assassinos, uma grande oferta e ele a aceitou de bom grado. Com Chevalier, os Assassinos ganharam aliados valiosos entre os contrabandistas, piratas e o governo francês.

O pai de Chevalier morreu em 1749, e mais expedições para o Oeste foram interrompidas pela política. Naquele ano, Chevalier também conheceu o assassino recruta Shay Cormac , e os dois tomaram uma antipatia imediata um a outro.

Por volta de 1750, Chevalier trabalhou com outro recruta, Robert Faulkner , para preparar uma rota marítima das colônias aos Assassinos na Europa. Em 1751, Faulkner escreveu a Chevalier, oferecendo-se para servir como primeiro companheiro a bordo do navio-chefe dos assassinos, o Aquila . Ele também mencionou suas investigações sobre as companhias marítimas francesas das famílias Lévesque e de L'Isle, que se suspeita serem propriedade Templária . Faulkner disse Chevalier que ele ainda tinha para proteger suas operações antes de se juntar totalmente os assassinos, e compartilhou suas preocupações para o futuro com ele.

Personalidade Editar

Chevalier pode muitas vezes ser visto como mal-humorado e impaciente, e foi facilmente irritado. Ele mostrou uma antipatia por Shay Cormac, acreditando que ele era ignorante, imprudente e desrespeitoso. Chevalier também frequentemente ridicularizado origens de classe baixa de Shay, chamando-o de "agricultor repolho". Em um ponto, a irritação de Chevalier com seu companheiro assassino o a lutar com Shay.

Ele também gosta de se ver superior aos seus comparsas, principalmente a Shay, chamando seu navio Morrigan de "lixo flutuante".

Referência Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.