FANDOM


Íconedeera-IndivíduosÍconedeera-AbstergoÍconedeera-Templários

Juhani Otso Berg (nascido em 1985) é um ex-membro das Forças Especiais Finlandesas, e até 2012, um agente do alto escalão da Divisão de Operações da Abstergo Industries. Mais tarde, em dezembro do mesmo ano, Berg foi empossado no Inner Sanctum da Ordem dos Templários.

BiografiaEditar

Antes de se juntar aos templários, Otso era um agente especial do Regimento Utti Jaeger, que compõe as forças especiais finlandesas. No entanto, antes de 2012, ele optou por trabalhar como um mercenário em guerras civis. Acreditando que o pagamento seria melhor do que o de Jaeger - afinal, Juhani precisava de dinheiro para pagar os tratamentos da fibrose cística de sua filha recém-nascida, Elina - o que custou seu casamento, quando sua esposa, Helmi, descobriu.[1]

"Seja um Templário, eles disseram..."Editar

ACR Vidic Recruits

Warren, Juhani e outros recrutas no segundo estágio do Programa de Treinamento Animi

Em 12 de outubro de 2012, Berg foi informado junto com outros agentes da Abstergo, que tinha impressionado Dr. Warren Vidic o suficiente para começar a treinar a segunda fase do Projeto Animi. Foi prometido a ele poder, riqueza e informações sobre os Templários se eles conseguissem, ao mesmo tempo que Warren adverte que não há nenhuma lei do exterior se aplicaria a partir daquele ponto.[2]

Em 28 de outubro, ele impressionou seus superiores o suficiente para ser promovido e então é dado a ele maior poder e liberdade dentro das fileiras da Ordem Templária.[3][2]

Em um relatório de avaliação de 8 de novembro, Ctibor Hašek identificou Berg como um candidato em potencial para o Inner Sanctum, observando-o como um obediente, leal agente dedicado à causa dos Templários. No entanto, ele acrescentaram que a filha de Juhani poderia ser uma fraqueza.[3]

Em 16 de novembro, Berg foi enviado a Nova York por Laetitia England, a fim de investigar uma quebra de segurança nos servidores da Abstergo, relacionada com a busca de Shaun e Rebecca Crane pelos artefatos envolvendo o Grande Templo, um dos quais foi encontrado em um apartamento em Manhattan.[3]

Lá, ele encontrou Daniel Cross, que havia escapado da Unidade da Abstergo na Filadélfia no dia anterior, e que posteriormente, foi ferido durante um confronto com Desmond Miles. Apesar de Berg ser atacado por Daniel, em mais um de seus ataques causados pelo Efeito de Sangramento, ele foi capaz de neutralizar Cross e o devolvê-lo a Abstergo. Uma semana mais tarde, ele voltou a Helsinki, Finlândia, para passar um tempo com sua filha.[3]

"Ataque em Florença"Editar

Em 28 de novembro de 2012, depois de um ataque no Campus Abstergo pelo Assassino Harlan T. Cunninghan matando quatro hackers Abstergo e destruindo servidores, Berg cercou Cunningham na estrada regional SR2 na Itália. A partir daí, Otso contactou seus superiores e os convenceu de que a melhor manobra seria seguir Harlan de volta a base, em vez de matá-lo.[3]

Juhani rastreou Cunninghan até uma base em Florença, liderada por Adriano Maestranzi. Depois ele iuede reforços e foi dado o comando da Equipe Sigma da Abstergo, antes de liderar o ataque em 30 de novembro.[3]

Maestranzi, não querendo abandonar a base, detonou uma bomba que destruiu o esconderijo e os dados dos Assassinos, além de matar toda a Equipe Sigma, exceto Berg, que sofreu queimaduras que o deixaram com cicatrizes na face. Apesar disso tudo, os superiores de Juhani ficaram satisfeitos com o seu desempenho, creditando-o pela morte de três assassinos - ainda que Harlan tenha escapado - e não responsabilizando-o pela perda da Equipe Sigma.[3]

"Seu próximo Alvo: William Miles"Editar

ACR Berg Injection

Daniel Cross injetando um rastreador em Juhani.

Em 6 de dezembro, Berg foi levado para uma sala escondida nas instalações da Abstergo Filadélfia, onde se encontrou com Laetitia. Lá, ela faz dele um Mestre Templário e participante ativo do Inner Sanctum da Ordem dos Templários, ao mesmo tempo que Daniel Cross colocou um rastreador nele para que pudesse rastrear todos os seus movimentos.[1]

Quatro dias depois, Juhani se reuniu com Vidic, England, Cross e outros agentes, dentro da mesma sala, na Filadélfia, onde foi revelado que ele haviam localizado o líder dos Assassinos, William Miles, no Cairo, Egito. Logo depois, Berg foi despachado com uma equipe para capturá-lo.[3][1]

Em 12 de dezembro, Berg levou a Equipe Sigma e capturou William dentro de um museu do Cairo, junto com um artefato, extraindo-o com sucesso da cidade.[3]

"Indía"Editar

Em 2013, Berg levou uma equipe da Abstergo a Índia com a missão de recuperar Jot Soora, um funcionário da MysoreTech e descendente de Raza Soora. O objetivo dos Templários era extrair memórias relacionadas a Koh-i-Noor a partir de Soora. Abstergo foi capaz de raptar Soora e sua noiva, Monima Das, mas o Assassino, Jasdip Dhami, fez com que o caminhão caísse no rio, e Jasdip resgatou Soora. Berg foi capaz de encontrar o esconderijo do Assassino quando Soora tolamente se conecta ao Brahman VR e consequentemente ao servidor na nuvem da Abstergo. Quando Berg chegou, Jasdip e Soora já tinham fugido e o Brahman estava destruído, concluindo que os Assassinos não estavam mais perto de encontrar o Koh-i-Noor do que os Templários.[4]

"De Rotterdam a Montego Bay"Editar

Em maio, Otso Berg foi confiada a missão de encontrar qualquer informação sobre o Ankh of Isis. Quando ele estava em Essen, Berg desistiu e pediu a seu parceiro, Violeta da Costa , para retransmitir todos os registros oficiais e não oficiais do Ankh. Berg e da Costa sugeriram que o Ankh era apenas um truque assassino para que os Templários perdessem tempo em busca de uma Peça do Éden falsa. Ao colocar Ankh atrás deles, Berg continuou sua busca de outras Peças do Éden.

Em 23 de maio, Berg começou uma missão de reconhecimento em Montego Bay, Jamaica. O objetivo desta missão era descobrir com sucesso o agora profundamente enterrado Observatório, um sítio datado da primeira civilização. A missão falhou no entanto, quando descobrem que o Observatório estava escondido por um monte de escombros, e notou-se no diário de Otso Berg que tal lugar entrou em colapso em algum momento do século 18. Berg também relata que ele iria voltar com um grupo maior e tentar novamente para escavar as ruínas do Observatório.

Em outubro, Berg falou com Laetitia sobre um ataque liderado por Gavin Banks que ocorreu no Laboratório de Abstergo dedicado à pesquisa do Sábio John Standish , em Paris , que terminou com a destruição do laboratório. Berg e Sorkin seguiu os assassinos através de La Rochelle, onde os assassinos escaparam através dos navios que estavam esperando por eles. Antes de fugir, um dos assassinos, Galina Voronina , esfaqueou Sorkin várias vezes, deixando-o brutalmente ferido.

Berg disse Laetitia que Sigma equipe teria parado o ataque se ele ainda estivesse operacional. Depois de ouvir isso, Laetitia aceitou seu erro e deu Berg a autorização para reformar a Equipe Sigma . Berg pediu Laetitia para Violeta da Costa para se juntar Sigma Team, mas ela negou seu pedido, dizendo que da Costa estava ocupado com a atualização da segurança e dos firewalls da Abstergo Entretenimento segurançapor causa dos recentes problemas com erudito e os assassinos. Berg aceitou ir para Montreal , e ajudar Violet com suas tarefas, para reformar Sigma equipe o mais rápido possível.

CuriosidadesEditar

  • Juhani é um cognato finlandês do nome hebraico Yochanan, que significa "Deus é gracioso". O nome Otso também é finlandês, embora arcaico, que significa "urso". Seu último nome, Berg, significa "montanha" em várias línguas germânicas.
  • Ele possui as mesmas habilidades que Daniel Cross, exceto pela insanidade.
  • Apesar de aparecer desde o Assassin's Creed: Brotherhood em uma parte de jogo em primeira pessoa, sua aparência só é mostrada a partir do Assassin's Creed: Initiates.

GaleriaEditar

ReferênciasEditar

Predefinição:Initiates Predefinição:ACBM Predefinição:ACTemplars