FANDOM


Íconedeera-Unity

ACU F.-J. Carbon

François-Joseph Carbon.

François-Joseph Carbon (1756 - 24 de dezembro de 1800) foi o líder de um grupo de monarquistas franceses que tentaram assassinar Napoleão Bonaparte após o 13 de Vendémiaire.

BiografiaEditar

13 de VendémiaireEditar

Carbon foi um dos mais dedicados e corajosos monarquistas que apoiavam o retorno da monarquia francesa, que havia sido derrubada após a execução do Rei Luís XVI, e participou em diversas conspirações contra o governo revolucionário francês.

Em 1795, Carbon e outros líderes monarquistas, muitos deles membros dos Chouans, planejaram uma insurreição para restaurar a monarquia francesa. No dia 5 de outubro daquele ano, um exército de 25 mil monarquistas marcharam até a Convenção Nacional em Paris, mas Napoleão, naquele tempo um comandante de artilharia, estava lá para combater os monarquistas com apenas 5 mil soldados.

Confidente que iria vencer, Carbon liderou uma esquadra de monarquistas direto para a linha de fogo de Napoleão, que estava equipado com muitos canhões. Carbon gritou "Vida longa ao rei", antes de correr em direção a Napoleão e ser atingido por um dos canhões. Incapacitado pelo tiro, Carbon ficou deitado no chão e assistiu a seus aliados serem massacrados pelos canhões de Napoleão, e assim, 5 mil soldados revolucionários venceram 25 mil monarquistas.

Carbon conseguiu escapar e não foi capturado, mas ele ganhou lesões, feridas e cicatrizes profundas, perdendo um de seus olhos e ficando com seu rosto desfigurado. Os ferimentos que recebeu dos canhões de Napoleão o fez o odiar mais ainda.

Atentado de assassinato contra NapoleãoEditar

5 anos depois, em 1800, Carbon conseguiu se recuperar de seus ferimentos e conseguiu lutar e andar de novo, mas as cicatrizes permaneceram visíveis e profundas. Ele reuniu os seus antigos aliados e planejou uma tentativa de assassinato contra Napoleão, que agora havia se tornado o primeiro cônsul da França. Para isso, ele formulou um dispositivo explosivo chamado de "a maquina infernal".

Em 24 de dezembro do mesmo ano, Napoleão estava em sua carruagem com sua esposa indo assistir uma ópera. Carbon viu o momento como a oportunidade perfeita de acabar com o novo líder da França, e posicionou vários de seus seguidores armados com mosquetes e rifles nos telhados acima da carruagem, em uma tentativa de eliminar Napoleão.

Entretanto, os Assassinos, aliados próximos de Napoleão, haviam descoberto o plano e enviaram Arno Dorian e um grupo de Assassinos para proteger Napoleão. Arno conseguiu eliminar todos os atiradores monarquistas nos telhados, e infelizmente para Carbon, a "máquina infernal" detonou cedo demais e longe da carruagem de Napoleão.

Com a tentativa falha de assassinato, Carbon se preparou para fugir da França para escapar prisão e possivelmente, execução. Ele se escondeu em um hôtel particulier que já havia pertencido a aristocratas e fez os preparativos para fugir de Paris.

Arno e seus colegas haviam rastreado Carbon entretanto, e após se infiltrarem no hôtel, eliminaram Carbon antes que ele pudesse escapar.

ReferênciaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória