FANDOM


Íconedeera-Altair's ChroniclesÍconedeera-AC1Íconedeera-BloodlinesÍconedeera-AC2Íconedeera-BrotherhoodÍconedeera-RevelationsÍconedeera-AC3Íconedeera-LiberationÍconedeera-AC4Íconedeera-UnityÍconedeera-RogueÍconedeera-ChinaÍconedeera-IndiaÍconedeera-SyndicateÍconedeera-RenascençaÍconedeera-A QuedaÍconedeera-RevelaçõesÍconedeera-RenegadoÍconedeera-Bandeira NegraÍconedeera-Livro de UnityÍconedeera-LineageÍconedeera-AscendanceÍconedeera-EmbersÍconedeera-FilmedeAC

ACB-LaVolpesBite

A espada usada por La Volpe.

A espada é uma espécie de arma branca, existindo desde os primórdios da história e sendo usadas em variações diversas através do Mundo. São formadas por uma lâmina longa, tipicamente de metal, que termina no cabo, onde se segura a espada. As espadas são geralmente usadas no combate para cortar e furar, mas com a imensa variedade de espadas no mundo, existem várias técnicas e táticas diferentes.

Distinções básicas entre espadas diferentes incluem se a lâmina é reta ou curva ou se a lâmina é afiada em uma ou nas duas beiras. Existem espadas de tamanhos diferentes, com os espadões pesados e longos sendo classificados como armas pesadas e as espadas curtas e adagas sendo classificadas como lâminas curtas.

Por muito tempo, antes do desenvolvimento das armas de fogo avançadas, as espadas eram uma das armas mais usadas e comuns do mundo. Guardas e soldados comummente usavam espadas e outros tipos de armas, assim como membros da Irmandade dos Assassinos e da Ordem dos Templários, sendo o meio primário de combate deles por muitos séculos. O avanço e desenvolvimento das armas de fogo fez com que, a partir do século 19, as espadas e outras armas de combate próximo se tornassem obsoletas e não-viáveis. Existiam ainda variações mais avançadas das espadas, no entanto, como a espada-bengala, onde uma lâmina metálica (mais longa que uma Kukri mas mais curta que uma espada comum) era escondida dentro de uma bengala-bastão.

Como características de combate, a espada tem um alcance relativamente longo, alta letalidade e velocidade de ataque rápida, mas não tanto como armas longas em alcance, armas pesadas em letalidade, e armas curtas em velocidade. Assim, as espadas, junto com as armas bruscas, eram as armas mais versáteis e balanceadas disponíveis.

HistóriaEditar

Alta Idade MédiaEditar

Na Alta Idade Média, em destaque durante as Cruzadas, a espada era a arma preferida e mais popular da época, sendo usada pela guarda municipal, soldados militares, milícias organizadas e por membros da Irmandade dos Assassinos e da Ordem dos Templários, pois outras armas de porte médio como maças e machados não eram muito comuns e eficazes na época. Assim, a espada era algo quase necessário em qualquer arsenal pessoal, até no de um arqueiro. Espadas europeias eram geralmente retas e longas, enquanto espadas asiáticas eram geralmente curvas.

A espada ficava disponível para um Assassino após ele chegar no segundo ranque, e ao longo de sua ascensão pela Irmandade, espadas de maior qualidade e eficiência eram dadas ao Assassino. Os melhores Assassinos da Irmandade usavam o Sabre Sírio, uma lâmina eficaz curva com o cabo e bainha talhados em ouro. Ao ser rebaixado de Mestre Assassino a Novato, Altaïr Ibn-La'Ahad teve que ganhar de volta suas espadas enquanto progredia. A primeira espada disponível era muito simples, com uma lâmina qualquer sem nenhuma guarda-mão, e um cabo curto e curvo. A segunda era similar à segunda, mas tinha uma lâmina mais afiada, era mais brilhante e possuía um pomo.

A terceira espada, que veio a ser a espada pessoal de Altaïr posteriormente, era reta e tinha uma guarda-mão feita na forma de aves de uma águia, e uma cabeça de águia como pomo, além de ser bem mais afiada e eficaz que as duas anteriores. A quarta era o sabre sírio, usados por muitos poucos Assassinos da Irmandade, como os Mestres e o Mentor.

RenascençaEditar

No período da Renascença, espadas continuaram sendo muito eficazes e populares, mas a variedade das armas havia aumentado bastante, com a popularidade das maças, machados e martelos aumentando, assim como armas pesadas e armas longas. Os guardas e soldados usavam predominantemente a espada, mas também tinham as outras armas mencionadas acima em seus arsenais. Ezio Auditore da Firenze começou com uma espada simples que havia pertencido ao seu pai, e ao longo de sua carreira, adquiriu muitas espadas novas de qualidade superior, comprando-as de ferreiros.

O Assassino e Condottiero Bartolomeo d'Alviano possuía um espadão longo, que ele considerava muito precioso, até a apelidando de "Bianca" e tratando como pessoa. A espada de Altaïr também foi adquirida por Ezio na época. Todas as espadas, além como outras variedades de armas, que foram adquiridas por Ezio eram mostradas no Arsenal da Villa Auditore em Monteriggioni, e depois na Ilha Tiberina em Roma e no QG de Gálata em Constantinopla.

Idade ModernaEditar

Época Dourada da PiratariaEditar

Durante a Época Dourada da Pirataria no Caribe, espadas continuavam muito populares, mesmo com a criação de armas de fogo como mosquetes e pistolas-pederneira, sendo muito usadas por guardas e oficiais do Império Britânico, Império Espanhol, Império Francês e Império Português, assim como Assassinos, Templários e piratas.

O pirata e depois Assassino, Edward Kenway, tinha como espadas suas armas principais, tipicamente as usando em pares. Ele obteve as raras e letais Espadas-Pistolas, espadas que além de serem muito afiadas e eficientes, poderiam disparar tiros.

Guerra dos Sete AnosEditar

As espadas continuaram sendo muito usadas pelo tempo da Guerra dos Sete Anos, mas elas estavam sendo lentamente superadas pelas armas de fogo em desenvolvimento. Oficiais de impérios europeus, Assassinos, Templários e milicianos continuaram usando-as em combate.

O Assassino e depois Templário, Shay Cormac, também obteve uma grande variedade de espadas. Ele gostava de usar uma espada em uma mão e uma lâmina curta na outra, criando uma mistura letal de dano e velocidade. O Grão-Mestre Templário Haytham Kenway usou um sabre pessoal dele na chegada dele à América algum tempo depois, e continuou usando-o até sua morte décadas depois na Revolução Americana;

Revolução AmericanaEditar

Durante a Revolução que expulsou os britânicos das Treze Colônias, o Assassino Ratonhnhaké:ton continuou a usar espadas predominantemente. Nesse tempo, o uso da espada por oficiais europeus havia declinado consideravelmente, com o foco maior em armas de fogo, mas eles ainda as usavam. Ratonhnhaké:ton era conhecido por sua habilidade de usar espadas e sua Lâmina Oculta simultaneamente.

Idade ContemporâneaEditar

Revolução FrancesaEditar

Durante a Revolução Francesa, espadas eram bastante populares entre os oficiais, extremistas, milicianos, Assassinos e Templários. Os dois tipos predominantes da espada eram o sabre e a rapieira, com o sabre sendo mais comum e usado por muitos, enquanto a rapieira era mais rara e era geralmente usada por líderes e oficiais.

Era vitorianaEditar

Devido ao desenvolvimento e avanço das armas de fogo, espadas haviam sido praticamente esquecidos pelo tempo da Revolução Industrial e Era vitoriana, com armas brancas curtas sendo mais populares, como porretes e lâminas curtas, predominantemente as kukris.

No entanto, alguns indivíduos adaptaram a espada à espada-bengala, onde uma lâmina média era escondida em uma bengala/bastão, e revelada na hora certa para derramar sangue.

EstatísticasEditar

Em breve!

ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.