FANDOM


Íconedeera-AC4.pngÍconedeera-Assassinos.png

Predefinição:Spoiler a frente
Adéwalé
Tem uma imagem deste personagem?
Então, por favor, envie-a!
Informações biológicas
Informações políticas
Informações do mundo real

Adéwalé (1692 - 1758) foi um ex- escravo de Trinidade e um membro da Ordem dos Assassinos . Durante a Era de Ouro da pirataria, ele também foi o contramestre de Edward Kenway, a bordo do Jackdaw.

Em algum momento, Adéwalé ajudou Edward  a ganhar o Jackdaw e sua tripulação, e por volta do ano 1715, Adéwalé passou a apontar os caminhos de interesse para o seu capitão, que poderia, então, seguí-los ou ignorá-los.

Quinze anos depois, em 1730, Adéwalé encontrou-se náufrago na ilha de Saint-Domingue sem tripulação ou armamento. Foi aqui que ele se viu confrontado novamente com a realidade do comércio de escravos.

HistoriaEditar

Início da vida Editar

"Eu nasci em Trinidad, um escravo desda minha primeira respiração."
-Adéwalé 1717 

Nascido como um escravo em Trinidad , Adewale viu a opressão sobre aqueles que trabalharam nas plantações de açúcar. Uma oportunidade para escapar apareceu em 1708, quando os piratas chegaram à fazenda onde trabalhava. Pegando uma caixa de açúcar, Adewale juntou-se aos piratas em sua pilhagem; Embora inicialmente surpreso com sua presença, os piratas tiveram, no entanto, o prazer de ter a ajuda dele, e recebeu-o entre si. Durante vários anos, Adewale continuou a navegar com os piratas, aprendendo as habilidades de um pirata. No entanto, em 1715, o navio encalhou na costa de Havana e foi capturado pelos espanhóis. Seus captores, eventualmente, decidiram enviá-lo para a Espanha para ser um intérprete, e mandou prendê-lo a bordo de um navio na frota espanhola. Adewale viu-se acorrentado ao lado do  pirata  Edward Kenway , que também estava destinado para a Espanha. Juntos, os dois se libertaram das suas correntes e juntos pegaram um navio.

Adewale tinha encontrado pela primeira vez com os assassinos em 1716, quando Edward visitou a sede do assassinos em Tulum , a pedido de James Kidd. 

Foi somente em 1719 que Adewale voltou a Tulum e solicitou uma reunião com o Mentor Ah Tabai . Depois de falar com o Mentor sobre a natureza da Ordem dos Assassinos ele juntou a irmandade tornando-se um aluno para Ah Tabai.

Anos mais tarde, em 1735, Adewale era o capitão do navio Victoire. Ele foi encarregado de eliminar um almirante francês, cujo navio estava passando por Saint-Domingue. O Vitória foi cercado por uma frota francesa e forçados a fugir através de uma tempestade que se aproxima, a fim de escapar. 

Apesar de sua tripulação escapar a tempo, o Vitória foi destruído e Adewale encontrou-se em terra perto da cidade de Port-au-Prince. Foi aqui que ele se viu confrontado novamente com a realidade do tráfico de escravos, que era cada vez mais prevalente na colônia francesa

TriviaEditar

  • Adéwalé é uma variante do nome iorubá Adebowale, e significa "o rei voltou para casa".
  • Edward Kenway achava que Adéwalé era africano quando o salvou, mas Adéwalé lhe revela que nasceu na ilha caribenha de Trinidad e que era um escravo fugitivo.
  • Sabe-se que Adéwalé era fluente em espanhol, francês e inglês e possivelmente conhecia palavras de línguas africanas (ou até mesmo ter tido fluência em idiomas africanos). Isso devido as suas viagens e contato com escravos trazidos da África.
  • Ubisoft confirmou que um dos single-player dos DLCs incluídos no Season Pass será centrado na vida de Adéwalé, que é chamado Freedom Cry (Grito de Liberdade).
  • Adéwalé é o segundo personagem jogável que não está relacionado com Desmond Miles de qualquer forma, com o primeiro sendo Aveline de Grandpré.

GaleriaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória