FANDOM


Íconedeera-AC1.pngÍconedeera-Memories.pngÍconedeera-Cruzada Secreta.pngÍconedeera-Templários.pngÍconedeera-bom.png

"Você tira a vida de homens e mulheres, fortes na convicção de que suas mortes irão melhorar os lotes dos que ficaram para trás. Um mal menor para um bem maior? Nós somos os mesmos."
―Abu'l Nuqoud durante seus momentos finais, 1191.[src]
Abu'l Nuqoud
Render de Abu'l Nuqoud.png
Informações biológicas
Nasceu em

c. 1137

Morreu em

Agosto de 1191
Damasco, Império Aiúbida

Informações políticas
Afiliações

Sarracenos
Templários

Informações do mundo real
Aparece em

Assassin's Creed

Dublador

Fred Tatasciore

Abu'l Nuqoud (c. 1137 – 1191) foi um rei dos comerciantes de Damasco, e um membro da Ordem dos Templários. Ele viveu em um palácio opulento no Damascus' Rich District.

Abu'l foi a quarta pessoa assassinada pelo Assassino Altaïr Ibn-La'Ahad em sua busca por redenção. Sua morte - como as de seus oito irmãos Templários - tinha sido ordenada por Al Mualim, o Mentor dos Assassinos Levantinos.

BiografiaEditar

Abu'l Nuqoud é bem grande, corpulento, e também um homem rico. Ele é um rei mercantil rico, da cidade de Damasco. Ele decorava sua casa com as peças mais bonitas, e se alimentava apenas das comidas mais raras. O nome "Abu'l Nuqoud" dá sinal de que ele é um homem rico, literalmente, o pai (Abu) do dinheiro (Nuqoud).

No entanto, Abu'l tinha grande desdém pelos cidadães pobres de Damasco. Ele os vê como nada mais do que a fonte de todo o crime, doença, e outras coisas pobres por todo o mundo. Com isso, ele acha graça em vê-los morrendo de jeitos dolorosos. Ele também é incrivelmente centrado, e ama mostrar sua "generosidade" para o povo de Damasco.

MorteEditar

Enquanto Altair procura por Abul Nuqoud, o rei mercantil decide dar uma festa em sua casa, somente para os nobres de Damasco (pago com o dinheiro roubado dos cofres da cidade). Após os convidados se acomodarem, Abu'l propõe um brinde pela generosidade de todos, e então começa a criticá-los pelo seu apoio e hipocrisia quando o assunto é sobre suportar a guerra que Saladin está promovendo. É revelado (enquanto Altaïr procura informações sobre seu alvo) que ele tinha envenenado o vinho para ter vingança contra as pessoas que o tormentavam com suas terríveis palavras e fanatismo, e também que ordenará aos guardas que matem qualquer um que tente sair da festa. Altaïr tira proveito do pânico para assassinar Abu'l.

Em suas ultimas palavras, Abu'l diz que ele não se juntou aos Templários por vingança, mas para criar um novo, e melhor mundo, ao invés de pretender defender um Deus que o considera uma abominação. Ele também desafia a prontidão de Altaïr ao assassinar aquele que Al Mualim tinha pedido, adicionando que Altaïr duvida do valor da causa pela qual está lutando.

Ultimas palavrasEditar

Merchant king 7.jpg

Últimas palavras.

Altaïr: Fique em paz agora. As palavras deles não podem mais lhe machucar. Abu'l: Porque você fez isso!? Altaïr: Você roubava o dinheiro daqueles que supostamente lidera, e o mandava para outras terras para propósitos desconhecidos. Quero saber aonde ele está e para o que está sendo usado! Abu'l: Olhe para mim! Minha própria aparência é motivo de afronta para as pessoas que eu comandava, e aquele nobres não faziam nada mais do que incentivar os gritos de raiva. Altaïr: Isso é sobre vingança então? Abu'l: Não, não sobre vingança, mas sobre minha consciência. Como eu poderia financiar uma guerra a favor do próprio Deus que me chama de abominação? Altaïr: Se você não serve à causa de Saladin, então à causa de quem? Abu'l: No tempo certo, você saberá: Talvez, você já saiba. Altaïr: Então porque esconder? E porque esse feitos obscuros? Abu'l: Esse feitos "Obscuros", como você chama, são tão diferentes assim do seu trabalho? Você tira a vida de homens e mulheres, acreditando na convicção de que suas mortes levarão a uma melhora na vida daqueles que ficaram: um mal menor para o bem maior. Somos iguais! Altaïr: Não! Não somos nada iguais! Abu'l: Ah, mas vejo em seus olhos: você duvida. Você não pode nos parar... Teremos nosso novo mundo...

CuriosidadesEditar

  • Apesar de sua aparência ele corre incrivelmente rápido quando te vê chegando.
  • Ele é o único alvo que não tem uma arma consigo. Mas, no entanto, ele consegue lutar com você se consegue chegar a uma torre de guarda e pegar uma espada.
  • Quando olhando e seu rosto, podemos perceber que ele sofre de acne.
  • Abu'l provavelmente usa sua influencia para fazer que os guardas do distrito pobre ignorem seu aliado Tamir, que não se importa em matar qualquer inocente que insulte ele.

ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória