FANDOM


Íconedeera-Unity

A Tragédia de Jacques de Molay
Tragédia de Jacques de Molay 15
Informações técnicas
Descrição

O último dos heroicos Cavaleiros Templários, Jacques de Molay foi um homem de princípios, um intelectual genial traído pelo homem em que mais confiava, o rei corrupto da França.

Aparição

Assassin's Creed: Unity

Tipo da memória

Principal

Próxima

Memórias de Versalhes

Informações históricas
Ancestral

Conselheiro de Jacques de Molay

Local

Paris, Reino da França

Data

13 de outubro de 1307


A Tragédia de Jacques de Molay foi uma representação virtual de uma das memórias genéticas do conselheiro de Jacques de Molay, revivida por um iniciado do Helix através do Navegador Helix.

DescriçãoEditar

Esquieu de Floyrac se aproxima dos portões do Templo em Paris.

Editar

  • Guarda: Quem vem lá?
  • Floyrac: Um amigo dos templários.
  • Guarda: Floyrac, a mensagem do Conselho foi clara. Tu não és bem-vindo.
  • Floyrac: Eu devo falar com o Grão-mestre.
  • Guarda: Ele está em sessão. Todos estão. Outro dia, talvez.
  • Floyrac: O Rei Filipe discorda.

Floyrac mostra um mandado de prisão para o guarda Templário.

  • Guarda: Maldito seja. Como pode não estar apodrecendo em uma cela neste momento?

O guarda abre a porta, permitindo Floyrac apunhalá-lo pelas costas. Com o guarda morto, Floyrac e seu exército invadem o Templo. Alertado pela batalha que se seguiu, Jacques de Molay e seus homens terminaram suas reuniões.

  • Jacques: Fomos traídos! Pegai vossas espadas! Defendei o Templo!

Os homens de Jacques, juntamente com seu conselheiro, começaram a se afastar.

  • Jacques: Tu não, irmão. Eu tenho outra tarefa para ti. Vem comigo.
  • Conselheiro: O Rei Filipe está mais rápido do que esperávamos.
  • Jacques: Mm. Há outra pessoa tramando aqui.
  • Conselheiro: O Papa?
  • Jacques: Os Assassinos.
  • Conselheiro: Assassinos? Pensei que os Mongóis tivessem quebrado seu poder há décadas.
Tragédia de Jacques de Molay 4

Jacques dando a tarefa para seu conselheiro

  • Jacques: Os Assassinos são muito mais velhos do que Masyaf, amigo. Suas ilusões anarquistas são virulentas como a peste, e mais difíceis de erradicar. Não venceremos essa noite. Mas, se tu te apressares, talvez ainda possas salvar a Ordem.
  • Conselheiro: O que devo fazer?
  • Jacques: Vai até a torre. Pega a espada e o livro. Esconde-os. Eles não podem cair nas mãos dos Assassinos!
  • Conselheiro: Grão-mestre, eu não...
  • Jacques: Vá!
  • Templário 1: Apressa-te, irmão! Não permitas que a sabedoria do Grão-mestre morra conosco!
    Não podemos detê-los para sempre! Vá!
    O Grão-mestre te deu tuas ordens, não foi?
    Tu deves correr!
    Ficaste surdo, cavaleiro? Os Assassinos não podem pegar a espada!

O conselheiro corre pelo campo de batalha, aproximando-se da torre.

  • Conselheiro: Protegei a ponte! Vamos! Droga. Preciso achar outro caminho.

Empregando várias escadas e sua proeza de corrida livre, o conselheiro escala o edifício e encontra seu caminho nas entranhas. Ao entrar na torre, o conselheiro nota fumaça e mais combates dentro.

  • Templário 2: Parai-o!
  • Templário 3: Não o deixeis passar!

O conselheiro se aproxima de um guarda abatido.

  • Templário 4: A torre! Eles entraram na torre! Eles pegaram...
Tragédia de Jacques de Molay 8

O conselheiro usando a Espada do Éden contra Thomas de Carneillon

O conselheiro tomou conhecimento de um Assassino, Thomas de Carneillon, que saltou da janela, e dentro de um fardo de feno próximo. O conselheiro seguiu o exemplo e perseguiu Thomas, eventualmente, envolvendo o Assassino em uma luta de espadas. Finalmente, sendo superado, Thomas deixou cair a Espada do Éden que ele estava carregando, a qual o conselheiro conseguiu pegá-la, usando seu poder para explodir Thomas longe de seus pés. Com a Espada e Codex na mão, o conselheiro devolveu-os a seus lugares de descanso no Templo. Quando o conselheiro deixou a sala, ele notou que Jacques tinha sido capturado. No entanto, antes que ele pudesse resgatar o Grão-Mestre, o conselheiro foi parado por Thomas, que o matou com sua Lâmina Oculta.

Sete anos mais tarde, Jacques e seus afiliados foram definidos para serem queimados na fogueira. Antes de perecer, Jacques gritou para o Papa e Rei supervisionando sua execução.

  • Jacques: Papa Clemente, escutai-me! Antes do fim deste ano, tu pagarás por teus crimes diante do Deus todo poderoso. E tu, Rei Filipe, não há punição tão hedionda quanto o mal que infligiste ao nosso Templo. Eu os almadiçoo! Maldito seja o teu sangue até a décima terceira geração! Estejam amaldiçoados!

ResultadoEditar

Jacques de Molay foi condenado à morte pelo fogo, e a Ordem dos Templários foi dissolvida publicamente.

ReferênciaEditar

LogobrancodoAnimus Uma galeria de imagens está disponível para
A Tragédia de Jacques de Molay

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória